FANDOM


OOC: Olá novamente.Aqui está a terceira parte dos contos da campanha "Sombras Mortais", como eu disse, os contos mostram o que não acontece durante evento em ON, como: Conversas no Templo, as criaturas surgindo, as tentativas de defesa da Matriarca E (Talvez no próximo conto) a explicação do primeiro conto. Neste, a conversa se passa ao mesmo tempo que o evento, enquanto os Heróis corriam por suas vidas, Katrina conversava com alguém no Templo...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Katrina estava inclina no poço, observando as imagens que passavam: Burble e seu grupo de Heróis enfrentando a nevasca de Dun Morogh, enquanto Medo os seguia, atormentando-os e se alimentando do terror.

"Matriarca." Um de seus servos, um homem alto e robusto, de cabelos vermelhos como sangue, ajoelhou-se diante dela. "Uma mulher atravessou o labirinto e está nas portas do Templo.Ela disse...Que quer falar com você."

Katrina virou-se e olhou o servo, então, acenou com a cabeça.O servo saiu correndo para buscar a "visita".Katrina escorou o quadril no poço e virou-se para a porta, de braços cruzados, fitando a entrada com seus olhos brancos.

Sua postura logo foi quebrada, quando uma pessoa familiar entrou. Ela estava menor, seu cabelo curto e negro estava repleto de trancinhas, vestia uma roupa de corsária. Seus olhos mudavam de cor a cada piscadela.

"Mysha..." Katrina deu um passo até a anã, sorrindo pelo canto dos lábios. "Veio testemunhar minha glória ou veio tentar me parar novamente...Irmã?"

Mysha, a "Barda Encantada" deu uma risadinha rouca e começou a brilhar.Quando o brilho passou, já não era mais uma anã.Agora, era uma humana, com feições sérias e os lábios contraídos, seu rosto marcado por cicatrizes.

"Sua tentativa de derrubar o mundo será falha, Katrina, pare agora enquanto há tempo." Falou Mysha, sua voz era doce e harmoniosa, como as musicas que tocava.

"Você me fez perder tudo, Mysha Ross, você destruiu minha carreira como maga e agora vem pedir isso? Acha que não vou fazer o mundo queimar no meu ódio?" Katrina já não falava mais calmamente, agora berrava com sua irmã. "Sempre a preferida, Mysha.Sempre foi você, mas você me fez ser expulsa do Kirin Tor...A c-..."

Mysha ergueu a mão e Katrina silenciou-se. "Você condenou a si mesma, Kat, quando matou aquela aprendiz.Eu tentei convencer os demais membros do Kirin Tor a manterem, mas você atacou um deles."

"A senhorita perfeição tentou me proteger? Você só se importa com sua música, Mysha.Sua música e a magia, nunca se importou comigo.Sequer anda por aí como realmente é, vive atrás de ilusões e máscaras, o que seus aliados vão dizes quando descobrirem toda a verdade? Que você é minha irmã, que você não é uma anã, que você causou tudo isso.?" Katrina já não estava mais gritando, sua voz era calma, mas o ódio era o mesmo. Mysha piscou e seus olhos mudaram de cor, de um azul celeste para um verde como grama.

"Kat...Ainda há tempo de parar com essa loucura." Mesmo com seus olhos mudando de cor, era possível ver a súplica. Mysha estava desesperada para salvar sua irmã.

"Não, Mysha, só há tempo para as Sombras. Vá, conte a eles que estou os esperando."

Mysha abriu a boca, como se fosse implorar novamente, mas simplesmente assobiou algumas notas musicais e foi teletransportada para longe.

"Já vai tarde...Irmã."

Katrina caminhou até o outro lado da sala e pegou uma caixa, jogou dentro dela a terceira brasa e montou em seu cavalo.No poço, Medo morria para os heróis...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Katrina cavalgava na direção do acampamento, com a caixa em baixo do braço.Passou pelo acampamento e agarrou a gnomida pela veste e continou cavalgando, ninguém ousou ir atrás. A Matriarca a colocou no chão e desmontou do cavalo, curvou-se para frente e fitou-a.

"Q-Quem...É você?" Falou Burble, com a voz trêmula.

"Eu sou aquela que você tenta derrotar..." Katrina colocou a caixa nas mãos pequeninas de Burble e sorriu pelo canto dos lábios. "Abra perto de seus companheiros, se tiver coragem."

Katrina montou o cavalo e cavalgou para longe, antes que Burble falasse algo novamente.A gnomida retornou ao acampamento...A Matriarca estava no topo de um monte, seus olhos agora eram de águias e ela conseguia ver tudo.

Burble abriu a caixa no meio de seus aliados, uma sombra negra saiu...Em questão de segundos, uma briga começou.

"Não podem vencer um inimigo, se não confiarem um no outro. Você fez bem, pequenina... Jamais chegarão a Floresta a tempo...E se chegarem....

...Jamais passarão pelo Labirinto."

FIM

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.